Morte lenta da identidade viseense


Pastelaria com 140 anos fechou no centro histórico    
Image
Pastelaria Horta encerrou em Viseu
A crise económica ditou o fecho do espaço, explicou um dos gerentes, Paulo Gaspar, surpreendido com os lamentos que atravessam as redes sociais perante o fim da mais antiga pastelaria de Viseu, situada na Rua Formosa, uma das principais artérias da cidade, fundada em 1873 por um pasteleiro do Porto radicado na cidade.
As castanhas de ovos, os papos de anjo ou os pastelinhos de feijão eram presença permanente na montra generosa da Pastelaria Horta, mas este era também o sítio, confirmado ao jornal ‘Via Rápida’ por um antigo funcionário do estabelecimento, onde, nos tempos idos e nos de hoje, as "senhoras finas" da cidade iam beber o seu chá frio a acompanhar uma empada de lombo de porco, sendo que, ao contrário do chá quente, o frio era um vinho branco seco do Dão, ambos servidos pelas mesmas chávenas, "por causa das coisas".
Fonte : Diário de Viseu

É com tristeza que se assiste ao definhar da zona histórica de Viseu! Exige-se rapidamente que algo seja feito pela autoridades competentes! É a identidade de Viseu que está em causa!!

2 comentários:

Anónimo disse...

Quem são essa autoridades?
Os clientes são quem manda e os que agora "choram" não punham lá os pés!

Indo Eu,Indo Eu ... disse...

Entidades como a Câmara Municipal de Viseu e a Associação Comercial do Distrito de Viseu têm responsabilidades na dinamização e promoção de toda a envolvente do centro histórico de Viseu ao nível do comercio, cultura, entre outros aspectos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...