Eleições a quanto o obrigam

"O presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas, admitiu ontem que a autarquia é obrigada a adiantar o pagamento a empreiteiros para garantir que as obras que estão a ser realizadas no concelho não parem."
Fonte:Diário de Viseu

Abre-se assim um precedente, ou seja, qualquer empresário com dificuldades de tesouraria pode ir à CMV pedir ajuda  financeira transformando a autarquia num banco municipal de investimento.

3 comentários:

Anónimo disse...


Fernando Ruas terá voltado a expressar-se de modo infeliz de novo! "Obrigada"? Deveria ter declarado que a câmara se vê na necessidade de fazer adiantamentos para não ver as obras paradas. Ao ajudar a tesouraria das empresas em dificuldades evita demoras e incumprimentos contratuais e quem sabe se não adia insolvências. Também poderá acontecer que as escolhas do empreiteiros não tenham sido as melhores. A excessiva valorização do item do preço mais baixo, por vezes dá maus resultados.

Rui Pedro

Indo Eu Indo Eu disse...

Caro Rui Pedro,

Para uma pessoa que tem a experiência politica de Fernando Ruas de tantos anos já deveria saber-se expressar! e já agora já no ano passado estávamos em crise e certamente muitos empresários em dificuldades financeiras e ninguém falou em tomar uma medidas desta natureza. Também concordo que nos concursos públicos se dá demasiada importância ao preço mais baixo em detrimento da qualidade de serviço e da experiência o que normalmente resulta em mais encargos no futuro pagos pelo contribuinte.

Anónimo disse...

Deveria ter sido mais assertivo mas já disse muito pior.
Pensa que é Alberto João e muitos disparates saem daquela boca.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...